14 de ago de 2016

Meu pai ...





O luto não passa, pois a dor da saudade não acaba, se transforma ao avançar dos dias, as lembranças viram
companheiras de estrada, e quando o abraço faz falta é só revirar as nossas lembranças e
lá está o abraço, o colo, a palavra, o carinho...
Tenho um grande e valioso baú de lembranças, graças a Deus eu tive um pai inesquecível, tento todos os dias
alcançar só um pouquinho o que ele fez e representa pra mim na convivência com o meu filho.


O meu maior orgulho é ser filha do seu Djalma!!!!


0 comentários:

Postar um comentário

Amei seu comentário ...
Obrigada por visitar e comentar!
Volte sempre !!!

Família Santos

Amigos Google +